CPI das Rosas: MP emite portaria para abertura de investigação criminal

Uma boa notícia para os campistas! Na tarde de hoje, a 1ª Promotoria de Investigação Penal de Campos dos Goytacazes instaurou INQUÉRITO INVESTIGATÓRIO CRIMINAL para apurar fatos gerados pelo relatório da apelidada, “CPI das Rosas”.

Na portaria de instauração, o promotor público requereu à Prefeitura de Serra (ES) o relatório das licitações vencidas pela empresa EMEC nos últimos 20 anos. Também requisitou ao GAP relatório contendo nomes e endereços de todas as pessoas físicas listadas no relatório final da CPI e solicitou à Prefeitura de Campos as licitações e contratos públicos entre 2011 e 2016 acerca da manutenção de parques e jardins no município, feitos pela empresa EMEC Obras e Serviços.

No dia 19 de abril de 2017 foi instaurada na Câmara de Vereadores de Campos dos Goytacazes a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para apurar eventuais irregularidades no contrato da Prefeitura de Campos com a empresa EMEC Obras e Serviços LTDA, na gestão da então prefeita Rosinha Garotinho.

A CPI foi aprovada no plenário da Câmara e teve seu relatório final apresentado pelo relator, o vereador Cláudio Andrade, no dia 20 (vinte) de março de 2018.

Após o fechamento da CPI, com a sugestão de indiciamento de diversos secretários municipais, inclusive da Prefeita da época, Rosinha Garotinho, por formação de quadrilha e improbidade administrativa, os órgãos judiciais receberam cópias do material, com mais de sete mil folhas.

Share