2019 na política de Campos dos Goytacazes

Estamos no ano de 2019, aquele que antecede ao pleito eleitoral de 2020.  O município de Campos começa a dar sinais que pode ser reerguido e, para isso, as ações governamentais precisam ser escancaradas pela atual gestão.

Não podemos nos esquecer que nossa cidade ainda está no ‘CERASA’ devido à quantidade exorbitante de dívidas contraídas e não pagas pela gestão da ex-governadora Rosinha Matheus, condenada e tornada inelegível pela Justiça por atos não recomendáveis, praticados na época em que ocupou a cadeira máxima do executivo estadual.

Contudo, não podemos abraçar apenas as mazelas deixadas como se as mesmas fossem a base de nossas respostas. Todas as vezes que somos arguidos nas ruas acerca do que ainda não avançou.

Os dois primeiros anos foram sim, de ajuste e de medidas consideradas desgastantes para a gestão de Rafael e também para os vereadores.

Agora é hora de avançar mais e a ousadia deve permear a mente daqueles que desejam ver a cidade de Campos de volta aos trilhos do crescimento.

Transportes Públicos, iluminação pública e a situação global da saúde são vertentes que precisarão de uma linha de atuação cirúrgica e que vise minimizar de forma real, os problemas que se arrastam há anos nesses setores.

Quando insisto que a propaganda institucional deve ser forte, digo isso, pois foi devido a um sistema de publicidade muito bem feito, pelo grupo da ex-prefeita Rosinha, que todas as mazelas da gestão ‘garotista’ ficaram escondidas.

Os serviços precários realizados por muitas empresas, as dívidas contraídas e não pagas e a falsa sensação de administração ajustada, dentre outras mazelas sempre foram sepultadas através de muita propaganda institucional, que nem sempre expressava a realidade da população. Vale recordar que no governo Rosinha, o contrato publicitário era de quinze milhões de reais.

2019 chegou e com ele uma população querendo andar de ônibus e van. Um povo que deseja ter luz em todas as ruas, consumidores querendo saber o que a empresa Águas dos Paraíba fará durante os próximos meses, e milhares de pessoas desejando que os hospitais públicos, notadamente o HGG e o HFM possam ter uma estrutura que salve mais vidas do que perde.

Feliz Ano Novo.