O Projeto de Lei do transporte alternativo

O transporte alternativo do município de Campos sofrerá em breve várias mudanças, muitas atendendo às reivindicações dos próprios permissionários.
 
O Projeto de Lei que chegará à Câmara, ainda sem prazo determinado. Dentre algumas mudanças teremos à hereditariedade, o aumento da permissão de uso de 05 para 10 anos, exclusividade (onde ele rodar ninguém roda), tempo de uso da frota aumentada de 07 para 10 anos, aumento do número de passageiros dos atuais dezesseis para trinta, sendo vinte sentados e dez em pé, bilhete único, possibilidade de permissão para subsídio e  inexistência de pagamento de duas passagens para o usuário, e a gratuidade aumentada para 20% após aprovação do projeto devido ao aumento da capacidade dos microônibus.
Antes disso, várias audiências serão realizadas pelo grupo de trabalho da IMTT, por todo o município.
Vale ressaltar que o Projeto de Lei que virá para a Câmara não tem relação direta com o edital de licitação, que é de competência exclusiva do executivo e que será feito após o projeto tramitar pela casa de leis. Tramitar e ser aprovado, caso os vereadores assim entendam.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *