Diretor executivo da Polícia Federal é exonerado do cargo

Foi publicada no “Diário Oficial da União” desta segunda-feira (10) a exoneração do diretor executivo da Polícia Federal, Paulo de Tarso Teixeira. Na mesma edição do “Diário” foi publicada também a nomeação do substituto, Rogério Viana Galloro, que estava atuando como adido da PF nos Estados Unidos. Na hierarquia da corporação, o cargo de diretor executivo fica abaixo apenas do de diretor geral.
De acordo com nota da Polícia Federal, a exoneração de Paulo de Tarso ocorreu para que ele possa ocupar o cargo de adido da PF em Portugal. Ele foi convidado para ser adido, ainda segundo a nota, em setembro do ano passado.
Paulo de Tarso Teixeira, que já foi chefe da divisão de combate aos crimes financeiros da PF, havia sido nomeado para a diretoria executiva do órgão em abril de 2011.
Na nota, a PF diz ainda que a troca nas diretorias, chefias e coordenações é uma “prática comum dentro da normalidade administrativa do órgão”. Como exemplo, a nota cita “recentes posses do Diretor de Gestão de Pessoal no último mês de fevereiro e do Diretor de Inteligência Policial na semana passada, além das posses de novos superintendentes regionais nos estados”.
Veja a íntegra da nota da PF:

“Brasília/DF – A Polícia Federal informa que o delegado Paulo de Tarso Teixeira foi exonerado da Diretoria Executiva em virtude de convite recebido, em setembro do ano passado, para assumir a Adidância da PF em Portugal, conforme divulgado pela própria imprensa no dia 28 de fevereiro deste ano.

O delegado Rogério Augusto Viana Galloro, que ocupava a Adidância da PF nos Estados Unidos há dois anos, foi convidado para assumir a função de Diretor Executivo.

Ressalta-se que a troca nas Diretorias, Coordenações e Chefias da Polícia Federal é prática comum dentro da normalidade administrativa do órgão, como atestam as recentes posses do Diretor de Gestão de Pessoal no último mês de fevereiro e do Diretor de Inteligência Policial na semana passada, além das posses de novos superintendentes regionais nos estados.” 

As informações são do Portal G1.
Share

LEIS CLÁUDIO ANDRADE • 1 – Lei nº 8.750, de 11 de maio de 2017, que dispõe sobre a obrigatoriedade de ser franqueado ao consumidor o acesso à cozinha e outras dependências de restaurantes, hotéis e similares no Município de Campos dos Goytacazes. • 2 – Lei nº 8.760, de 29 de junho de 2017, que dispõe sobre a obrigatoriedade de hotéis e estabelecimentos similares oferecerem desjejum apropriado a diabéticos e celíacos no Município de Campos dos Goytacazes. • 3 – Lei nº 8.775, de 20 de outubro de 2017, que estabelece uma política de Combate à Corrupção e a impunidade de agentes públicos no âmbito Municipal e cria o Dia Municipal de Combate à Corrupção. • 4 – Lei nº 8.788, de 30 de outubro de 2017, que Institui no Calendário de Eventos de Campos dos Goytacazes, a Semana de Conscientização Sobre a Alergia Alimentar, realizada anualmente, na terceira semana do mês de Maio. • 5 – Lei nº 8.806, de 21 de dezembro de 2017, que dispõe sobre a proibição do uso, no Município de Campos de produtos, materiais ou artefatos que contenham quaisquer tipo de amianto ou outros minerais que, acidentalmente, tenham fibras na sua composição. • 6 – Lei nº 8.808, de 21 de dezembro de 2017, que dispõe sobre a Política de Valorização à Vida e cria a Semana de Prevenção ao Suicídio. • 7 – Lei nº 8.835, de 22 de maio de 2018, que dispõe sobre atendimento prioritário para pessoas que realizam tratamento de quimioterapia, radioterapia, hemodiálise ou utilizem bolsa de colostomia, no Município de Campos dos Goytacazes. • 8 – Lei nº 8.838, de 23 de maio de 2018, que dispõe sobre a utilização de mensagens educativas informando o uso indevido de álcool, entorpecentes e de cigarros em shows, eventos culturais, esportivos e similares que sejam voltados para o público infanto-juvenil. • 9 – Lei nº 8.856, de 24 de outubro de 2018, que cria a medalha de mérito evangélico. • 10 – Lei nº 8.864, de 22 de novembro de 2018, que dispõe sobre a obrigatoriedade da apresentação da caderneta de vacinação da criança e do adolescente no ato da matrícula e da rematrícula escolar no município de Campos dos Goytacazes • 11 – Lei nº 8.883, de 17 de dezembro de 2018, que proíbe informes de qualquer natureza em estacionamentos ou similares com dizeres que isentem estabelecimentos comerciais, supermercados, shoppings ou congêneres da responsabilidade por danos materiais e/ou objetos deixados no interior do veículo, no Município de Campos dos Goytacazes e dá outras providências. • 12 – Lei nº 8.904, de 09 de maio de 2019, que dispõe sobre a obrigatoriedade dos estabelecimentos comerciais e financeiros no âmbito do Município de Campos dos Goytacazes oferecer atendimento diferenciado para pessoas com deficiência auditiva e dá outras providências. • 13 – Lei nº 8.945, de 24 de outubro de 2019, que institui a Semana de Conscientização e Prevenção à Alienação Parental e dá outras providências.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.